traições

As traições também fazem parte do amor e hoje cometi a minha. Encontrei um livro de Giorgio Agamben perdido no meio das estantes e tirei-o só para o espreitar, passeei  pelas várias “ideias”, mas parei na página 51. Depois de ler esta “Ideia do amor” não pude deixar de o trazer para casa. Desculpa Pó!

“Ideia do amor”

“Viver na intimidade de um ser estranho, não para nos aproximarmos dele, para o dar a conhecer, mas para o manter estranho, distante, e mesmo inaparente – tão inaparente que o seu nome o possa conter inteiro. E depois, mesmo no meio do mal-estar, dia após dia não ser mais que o lugar sempre aberto, a luz inesgotável na qual esse ser único, essa coisa, permanece para sempre exposta e murada.” 

“Ideia da Prosa” de Giorgio Agamben, Edições Cotovia, 1999.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s