ler

Michel Houellebecq, O Mapa e o território, tradução de Pedro Tamen, edição Alfaguara, abro na primeira página, começo a ler, hoje.

Considerações “nada elaboradas” sobre os livros de Julian Barnes que li: gostei muito de alguns contos do Mesa Limão, gostei de O Papagaio de Flaubert, assim, assim do Amor  & Co, gostei e depois chateei-me do Nada a Temer, apaixonei-me pelo O Sentido do Fim (tanto que não o consigo arrumar na estante, tenho-o sempre por perto). E por causa deste livro, Julian Barnes tem morada certa na minha memória literária.

One thought on “ler

  1. Pingback: leveza | papel manteiga

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s