Don DeLillo

Ando há uma eternidade para começar a ler Don Delillo, espreito-lhe os livros, leio-lhe as entrevistas, andei dias de volta de “Homem em Queda” da Sextante, mas não o comprei, na biblioteca só havia o “Submundo” e não era por esse que queria começar.  Leio-o aos bocados na Pó e sempre que encontro um livro dele, não resisto a pegar-lhe. Na verdade, sei que quando o começar a ler, vai ser um dos meus autores preferidos por muito tempo e que vou ler os seus livros um a um, como um vício irrecusável. Há dias encontrei “O Corpo Enquanto Arte” da Relógio D’Água ou foi ele que me encontrou a mim, porque escorregou da estante quando arrumava outro livro  (eu nunca deixo livros desarrumados, mesmo nas livrarias dos outros), decidi no momento: é este, gosto de coincidências.

Agora, quase quase a estrear “Cosmopolis” de David Cronenberg penso se devo ler o livro antes do filme. Não, é indiferente, realmente não ligo muito a esses preceitos: um livro é um livro, um filme é um filme. E de David Cronenberg!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s