ziguezagues

Percorro as “ilustrações ficcionadas” de Adrian Tomine.

Enquanto espero que o carteiro me toque à campainha com o “Shortcomings” na mão, namoro este “Sleepwalk and other stories” e espero por Outubro para encomendar o ” New York Drawings” – “Two strangers, both reading the same novel, share a fleeting glance between passing subway cars. A bookstore owner locks eyes with a neighbor as she receives an Amazon package. Strangers are united by circumstance as they wait on the subway stairs for a summer storm to pass” – parece-me perfeito!

Penso na “minha ilha” enquanto caminho pela cidade. Construo e imagino muitas das minhas ilustrações assim: dias, semanas sem pegar numa caneta, apenas dentro de mim. Desenham-se, crescem, contam-se, transformam-se em algo palpável. Mais tarde, começam a sair para os papéis.

Ouço esta música e tenho saudades. Repito para mim própria: um acontecimento sem sentido, num tão curto espaço de tempo não tem importância. Mas tenho saudades.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s