séc.XXI

Nas minhas rotinas diárias passo várias vezes por um anúncio que diz: “As mães deste país escolheram” (ou algo parecido) e a frase irrita-me! A verdade, é que não percebo que categoria é esta “das mães”, identifica o quê e quem? Curiosamente nunca vi a versão “os pais deste país escolheram”. Leio e irrita-me. Sou mãe, sim e…também sou livreira, ilustradora, melancólica, exagerada, nervosa, destra, fumadora, gosto de namorar e flirtar, sei lavar a loiça, mudar fraldas, fazer o pino, saio à noite, converso com amigos, faço sexo, leio Melville, Philip Roth e muitas outras coisas, brinco à Star Wars no chão da sala, jogo à bola, cozinho, ouço música aos gritos, danço, fico histérica, durmo pouco,  leio jornais, faço tricot, sou dependente do Iphone e do mac, vou às compras, desenho, penso, lavo roupa, fico “doente” quando ele está doente, desatino, atino, faço posses, dou gargalhadas, às vezes choro e consigo fazer aviões de papel que voam mesmo bem. Continuo é sem perceber o que é, essa coisa de ser mãe, como elemento identificativo de alguém. Sou uma pessoa, sou uma mulher.

Que o meu filho me chame mãe é perfeitamente normal, eu sou a mãe dele. Para todas as outras pessoas tenho um nome, é Débora, sou uma pessoa e não tenho paciência para anúncios sexistas a tresandarem a mofo.

2 thoughts on “séc.XXI

  1. Nem eu. Nem eu. E até poderia perceber já que sou, aparentemente, mais tempo mãe do que as outras coisas, mas mesmo assim essa coisa de ser mãe, como elemento identificativo de alguém, continua a ser mistério para mim.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s