pássaro pintado

Com a melancolia a zurzir-me a cabeça, armo-me em esperta, arrebito o nariz, ponho um ar arrogante e compro uma batalha, uma batalha com um livro. Já sei que vai ser um murro no estômago, do início ao fim, espreitei-o várias vezes na Pó numa edição antiga da Ulisseia, conheço a história e sei o que me espera. Passou-me ao lado na adolescência, não sei bem porquê, provavelmente a minha mãe não o tinha. Sei que o deveria ter lido na altura, quando a idade aguenta bem os murros, a inexperiência torna-os devastadores mas com um impacto bem mais moderado.

Acabei por comprar a edição da Livros de Areia que gosto muito e agora, firmo os pés no chão e aguento a luta. Na verdade, é sempre um prazer travar uma boa batalha com um livro, perturbar-me, emocionar-me, tirar-me do sério. Entre instalar um saco de boxe no escritório e ler livros, escolho a segunda hipótese, agarro-me à literatura e mando a melancolia dar uma volta. Fight!

*O Pássaro Pintado, Jerzy Kosinski, ilustrações de João Maio Pinto, Livros de Areia, 2006

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s