Sá da Costa

IMG_2583

Na verdade, ia escrever sobre um livro de Luiza Neto Jorge que finalmente pude comprar, mas agora já não, agora, não me apetece escrever sobre nada: a Sá da Costa vai fechar…
Estive lá sexta-feira, como em tantas outras (como a da fotografia), a ler um pouco, a descansar e regressei a casa com um livro, “O Preguiçoso” de Samuel Johnson, editado pela &etc. Provavelmente posso encomendá-los noutro lado, na Pó, claro, mas aquele espaço onde gostava tanto de estar, esse ninguém mo devolve, foi-me roubado, fechou, foi roubado à baixa, à cidade de Lisboa. Repito, uma cidade sem livrarias, não é uma cidade!
E obrigado a todos os filhos da puta que “pouco a pouco”, ultimamente “muito a muito”, vão roubado e aniquilando as nossas vidas, a nossa liberdade, porque infelizmente, se resume basicamente a isto.

One thought on “Sá da Costa

  1. Também o mau hábito que as pessoas criaram de comprar tudo nos hipermercados veio destruir o resto, incluindo livrarias. Eu não consigo comprar um livro num supermercado, como também não vou à mercearia comprar roupa. Se eu perguntar a alguém onde compram os seus livros, uma grande parte, diz que aproveita e compra no supermercado, e se eu pedir um nome de uma livraria dizem-me fnac. Os grandes grupos vão conseguindo o monopólio de tudo. Só o consumidor pode inverter isso e nem todos fomos educados para tentar fazê-lo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s