.

IMG_20151109_171924

Dos livros que chegam, das coisas que importam, dos amigos, das mãos.

 

Minha irmã é que nasceu a falar

de um derramamento colossal

da, solidão.

 

As mulheres, é espesso perfume lembrá-lo,

têm ângulos ausentes no que vêem e no que falam e nas ocultas

nebulosas do seu corpo

o amante adivinha como um homem traído.

 

Assim assim mesmo: nessa penumbra de metal candente

anseia-se, decai a ansiedade

 

e a mulher (Ila, irmã de Ilo o mundo, a minha irmã),

que é repouso vasto enfurecido

corre a apanhá-los,

ao espelho, à flor,

da cintura irrompendo como de um jardim

para uma espécie de corpo inenarrável.

 

Recanto 13, Luiza Neto Jorge

IMG_20151203_144616

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s