.

IMG_20160330_173452

Acabar  um livro e permanecer na leitura.

Carl Dreyer na maravilhosa Colóquio Artes ou “o que trago dos passeios pelos alfarrabistas do costume”.

“Em locais onde o olhar abrange a cidade como um anfiteatro, parecia-me que uma tal construção fora certamente obra de um grande número de gerações, que a havia cimentado como abelhas, mas sendo simultaneamente a obra de um espírito tal como o sonho de uma noite, e não como residência para os homens apenas. Também as ostras com pérolas são igualmente formadas penosamente camada a camada, e, no entanto, não é aí que reside o seu valor.”

“Parece-me que existe um eco não apenas para o ouvido, mas também para os olhos – também as imagens que nós contemplamos, evocam uma poesia. E como existem para cada eco relações especialmente favoráveis, também é aqui que a beleza ressoa mais fortemente.

Mas, mais simples e fundamentalmente, as coisas são assim: com o olhar profundo e ávido  que dirigimos às imagens, oferecemos um sacrifício e somos levados de acordo com a nossa oferta.”

Ernst Jünger, “O Coração Aventuroso”

IMG_20160330_173407.jpg

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s